Tag: vendas

7ago
trabalho em equipe

Competição em Vendas


Aperte o botão de play para ouvir

É natural que em uma equipe de vendas tenha competição.
Vendedor, de uma maneira geral, gosta de competir.
Vendedor de uma maneira geral gosta de receber reconhecimento por ter atingido uma meta difícil.
A vida de um vendedor é uma competição constante.
À propósito, a melhor competição que existe é aquela em que o maior adversário é a gente mesmo.
Não tem nada mais gratificante do bater seus próprios recordes.
O problema da competição é quando as pessoas decidem que para um ganhar o outro tem que perder. Em uma equipe de vendas, este tipo de mentalidade, é extremamente tóxica.
Você que está lendo esta postagem, provavelmente já entrou em uma loja onde os vendedores brigaram para ver de quem era a vez de atender. Um exemplo prático de uma competição que só prejudica os envolvidos. Inclusive o cliente que não se sente à vontade para comprar neste tipo de estabelecimento.
Para alcançar alta performance em vendas é preciso estipular suas próprias metas e se  esforçar para ser o melhor vendedor que você pode ser.
Não tem nada de errado em querer ser o número 1.
O errado está em querer derrubar um colega de trabalho para que você possa subir.
Não é necessário apagar a luz do outro para que a nossa brilhe.

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas
Você também pode acompanhar o Rádio Vendas no Youtube:

A vida de um vendedor é uma competição constante. A propósito, a melhor competição que existe é aquela em que o maior adversário é a gente mesmo. Não tem nada mais gratificante do bater seus próprios recordes. O problema da competição é quando as pessoas decidem que para um ganhar o outro tem que perder. Em uma equipe de vendas, este tipo de mentalidade, é extremamente tóxica. Ouça (ou leia) o texto completo em radiovendas.com.br Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas http://leandrobranquinho.com.br #vendas #vendedor #competição #frase #vender #euamovender #boravender #leandrobranquinho #palestrantedevendas #palestrante #rh #equipe #atendimento #empreender #empreendedorismo #empreendedor #equipe

Uma publicação compartilhada por Leandro Branquinho (@radiovendas) em

2ago
palestrante em auditório

Para atrair e buscar novos clientes, primeiro conheça seu cliente

Clique no player abaixo para escutar:

Como conseguir mais clientes
Basicamente são 2 formas de conseguir clientes.
Ou você busca por eles ou você atrai.
Para atrair, você pode fazer propaganda no rádio, jornal e na tv, você pode investir na sua fachada, contratar uma assessoria de imprensa, anunciar em redes sociais, produzir artigos e vídeos mostrando como seu produto ou serviço ajuda os clientes, ter um site ou blog que  seja facilmente encontrado pelo google. Você também pode fazer promoção de vendas e participar de feiras.
Agora para buscar novos clientes, você pode fazer visitas pessoais, abordar as pessoas na porta de sua empresa, telefonar para clientes potenciais, utilizar as redes sociais para se relacionar com possíveis clientes, pedir indicação de novos clientes para os clientes satisfeitos, enviar e-mail com proposta, enviar mala direta.
Enfim, são muitas ferramentas disponíveis para você trabalhar a busca e a atração de clientes.
Mas antes de sair usando estas ferramentas, é necessário algo básico. É necessário ter bem claro que é o seu cliente. Se você acha que todas as pessoas de sua cidade são suas clientes, você está redondamente enganado. Não existe produto ou serviço que sirva para todas as pessoas do mundo. O primeiro passo para buscar ou atrair clientes, é ter uma noção clara de quem são seus clientes. Coloque no papel. A maioria é do sexo feminino ou masculino? A maioria é jovem, adulta ou idosa? A maioria mora em qual bairro? A maioria gosta de fazer quais programas? Somente quando você tem bem claro quem é o seu cliente, você passa a ter mais chances de bons resultados utilizando as ferramentas corretas

Leandro Branquinho – Palestrante

 

Não! Você não consegue aumentar suas vendas pelo Facebook, Whatsapp e Instagram sendo um chato. O que faz você vender não são as ferramentas, mas como você as utiliza. Se você marca um monte de gente nos anúncios, se você faz propaganda o tempo inteiro… Pode acreditar, você mais incomoda do que conquista seus clientes. Estabeleça um relacionamento com seus clientes, conte a história do produto ou serviço que vc vende, mostre como utilizar o que você vende, poste conteúdo relevante… Destas formas, vc consegue conquistar a confiança de seus clientes. Bota pra quebrar! Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas http://leandrobranquinho.com.br #botapraquebrar #euamovender #vendas #vendedor #leandrobranquinho #palestrante #palestrantedevendas #empreender #empreendedorismo #administração #administradores #redessociais #prospecção

Uma publicação compartilhada por Leandro Branquinho (@radiovendas) em

31jul

Como ser contratado como Instrutor de vendas


Para ouvir, clique no player acima.

Pergunta de um ouvinte:
“Trabalho em uma grande rede de varejo e estou concorrendo a uma vaga interna na minha empresa. É uma vaga para instrutor de treinamento da minha região. Como posso me destacar sobre os demais concorrentes? ”
Vamos lá. Para você se destacar, você basicamente tem 2 caminhos.
Caminho nº1: Você segue o manual à risca. Ou seja, pegue o manual de treinamento da empresa e decore cada frase e cada vírgula. Estude o que é feito na empresa e seja o maior especialista nas normas e procedimentos de sua empresa. Para se destacar neste caminho você realmente precisa estudar mais do que todo mundo para ensinar o que precisa ser ensinado.
Caminho nº2: Você deve ser diferente. Ao aplicar os treinamentos você pode escolher transmitir o conhecimento de uma maneira não usual. Você pode estudar sobre dinâmicas de grupo, sobre criatividade e desenvolver, maneiras pouco convencionais e divertidas para ensinar o que a equipe precisa aprender.
Portanto, para se destacar de seus concorrentes, escolha um destes 2 caminhos.
nº1 – Seja o maior especialista em conhecimento técnico ou
nº2 – Seja o mais criativo ao transmitir seus conhecimentos.
Lembre-se que você nunca irá se destacar se escolher ser mais ou menos uma coisa ou mais ou menos outra. Em um mundo em que precisamos de profissionais nota 10, já tem gente demais nota 7.

 

Assista também no Youtube:

27jul
imagem divulgação do palestrante

Sim, a aparência pode fazer muita diferença


Clique no player acima para ouvir o episódio de hoje 🙂

Você acha que a sua aparência pode influenciar os seus clientes?
Você acredita que estar bem vestido pode afetar diretamente a satisfação de seus clientes?
Pode acreditar que sim.
Lee Cockerel ex-vice presidente da Disney fala o seguinte:
“Em mundo perfeito, a sua aparência, as suas roupas ou até o seu estilo de cabelo não afetariam o que os clientes pensam de você. Mas o mundo está longe de ser perfeito e a verdade é que as pessoas formam uma opinião sobre você já nos primeiros segundos de interação.”
É claro que em uma empresa que vende moda jovem, você não deve se vestir de terno e gravata. Assim como em uma joalheria, não é aconselhável vestir camiseta regata e sandálias.
Se você quer ser visto de maneira profissional, sua aparência e sua atitude devem ser congruentes. Pois veja bem, não é só a roupa e cuidados com a higiene pessoal. A maneira como você fala, a maneira como você se comporta também diz muito sobre a sua empresa. Pelo menos, na cabeça dos seus clientes é assim que as coisas funcionam.
Se você usa roupa social e fala muitas gírias e anda gingando o corpo, pode ter certeza que as pessoas vão julgar esta incongruência.
Portanto, cuide da sua aparência, cuide de suas roupas. Mas lembre-se que boa aparência não é sinônimo de roupas de marca. E lembre-se também daquela frase de um autor anônimo:
Chique é ser feliz; elegante é ser honesto, bonito é ser caridoso e charmoso é ter gratidão. O resto é inversão de valores.

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas
Postagem feita no Instagram: https://www.instagram.com/p/BXELkgBFv29/?taken-by=radiovendas

Postagem feita no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=zqCmdTKL_ak

Frase motivacional

chique é ser feliz

 

3maio

Perseverança e garra – saiba como desenvolver


Clique no player acima para ouvir o podcast de hoje

Angela Duckworth é autora do livro Garra – Ela ouvia seu pai dizer que ela era uma pessoa normal, nada demais… Isso a fez trabalhar cada vez mais para ter o reconhecimento dele.
Com esta história pessoal, ela começa um livro que é fruto de diversas pesquisas. Atuando como psicóloga na Universidade da Pensilvânia, desenvolveu e aplicou diversas pesquisas para identificar padrões de sucesso. Começou a procurar o que fazia as pessoas se destacarem da normalidade.
Através de pesquisas com alunos da sétima série, com estudantes de uma exigente escola militar e com executivos de vendas… ela identificou um padrão nas pessoas que chegam mais longe na escola e no trabalho. Este padrão é a garra (ou perseverança)
Ao ler o livro, é fácil chegar a conclusão que amor, afeto e estímulos não são suficientes para desenvolver a perseverança em uma criança. Assim como elogios do chefe não são suficientes para conseguir mais vendas. É preciso investir na formação, na educação e em treinamento intenso.
E você que está me ouvindo agora, quer desenvolver a sua garra? Quer desenvolver a sua perseverança? Comece investindo na sua formação, no seu treinamento e no conhecimento sobre a sua profissão.

Angela Duckworth – Universidade da Pensilvânia

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

Voltar a página inicial

24abr

Mentalidade de vendedor


Clique no player acima para ouvir

Não se sinta humilhado porque você perdeu uma venda.
Não se sinta derrotado porque o cliente não retorna suas ligações
Não se sinta mal porque você não está vendendo mais como vendia antigamente.
A cada dia temos a chance de aprender e corrigir o que estamos fazendo de errado.
Antes de desistir, descubra o que você fez errado na venda anterior.
Tenha a humildade de perguntar ao seu cliente o porquê ele preferiu comprar com outra pessoa.
Tenha resiliência para mudar sua abordagem. Tenha disposição de aprender novas técnicas e tenha a consciência de que a venda só existe por causa do cliente.
Isto significa que o seu foco não deve ser a venda. O seu foco não deve ser o lucro. O seu foco deve ser o foco do seu cliente. Descubra como é que o seu produto ou o seu serviço pode ajudar o seu cliente. Descubra o que exatamente tira o sono do seu cliente. Você pode ser a solução. Sua empresa pode ajudar seu cliente. Desenvolva este tipo de mentalidade e bota pra quebrar!

Mentalidade

Meu nome é Leandro Branquinho e sou Palestrante de Vendas

e Por falar em mentalidade, você já viu a série que tenho feito na Magia do Mundo dos Negócios sobre Gatilhos Mentais e como convencer os seus clientes?
Toda terça-feira, às 19:00, uma nova transmissão (com exceção da semana passada que foi na segunda. hehe)
Acompanhe a transmissão anterior

Voltar a página inicial

11abr

Treinamentos de “reciclagem” é coisa do passado

Clique no player acima para ouvir o Rádio Vendas de hoje

Como trabalho com palestras e treinamentos, já ouvi tudo quanto é tipo de desculpa para não contratar um palestrante ou instrutor de vendas. Mas certamente, uma das piores desculpas que ouvi é: “Ainda não está na hora de fazer um treinamento de reciclagem” O empresário que me disse isso, argumentou que a equipe estava vendendo bem. Por isto, não iria contratar o treinamento.
Pense comigo. Quando é que você leva um produto para reciclagem?
Quando está na hora de jogar no lixo, certo?
Portanto, fazer treinamentos de reciclagem é a mesma coisa que esperar a equipe ficar ruim para, só então, fazer um treinamento.
Treinamento tem que ser constante. E agora vou dar uma dica prática para você implementar em sua empresa.
Reúna toda equipe. Peça para que todos escrevam em um papel, as desculpas e argumentos que os clientes usam para não comprar. Depois que todos escreverem as objeções, peça para que cada um leia o que o cliente diz e todos no grupo vão ajudar aquele vendedor a responder aquela objeção quando acontecer de novo. Este é uma ideia fácil, eficaz e gratuita de treinar sua equipe. Equipe treinada aproveita melhor as oportunidades.

Palestrante em ação

Outro dia, dei uma palestra em Aracaju e fiquei muito feliz com os Feedbacks que recebi após o evento.
Veja abaixo alguns dos depoimentos que recebi pelo whatsapp

Voltar a página inicial

24mar

Elogios de clientes são melhores que elogios do chefe


Clique no botão acima para escutar o Rádio Vendas de hoje

Sempre recebo em meu Facebook, mensagens de vendedores.
Ultimamente, tenho recebido algumas reclamações de vendedores insatisfeitos com seus chefes.
Escuta só alguns exemplos:
1- “Branquinho, meu chefe não me dá reconhecimento”
2- “Qual a melhor maneira de mostrar para meu chefe que estou fazendo um bom trabalho?
3- “Não aguento mais meu chefe. Ele nunca me elogia”
Olha, como este tipo de lamentação está se tornando comum, resolvi gravar este episódio do Rádio Vendas dizendo a minha opinião.
Em primeiro lugar. Pare de ficar esperando elogios do chefe.
Ok, bons chefes dão reconhecimento. Bons líderes estão sempre presente, lado a lado com a equipe.
Porém, ficar esperando elogio é pedir para ficar deprimido e frustrado.
É ótimo receber elogios do chefe. Mas receber elogios de um cliente satisfeito é muito melhor. Cuide de seus clientes, cuide de seus resultados, e os elogios virão. E se os elogios não vierem, mostre os resultados positivos. Boa parte dos funcionários não recebem elogios simplesmente porque ficam esperando que alguém veja seus resultados. Ao invés de esperar tome iniciativa e mostre seus bons resultado. Mesmo que você não receba elogios do chefe. Se está tendo bons resultados, é sinal de que os clientes estão gostando

A propósito, se você tem um cargo de liderança, assista abaixo o episódio de Especialista em Vendas Responde.
Transmitido todas as terças-feiras às 19:00 na Magia do Mundo dos Negócios

Grande abraço e Grandes Vendas – Leandro Branquinho Palestrante de Vendas

9mar

O momento da retomada

Clique acima para escutar este episódio.

Você já assistiu aqueles documentários sobre a vida selvagem? Quando um predador está em busca de comida, ele fica escondido por um tempo. Quando passa uma manada, como é que o predador ataca? Será que ele ataca o anima que está na frente de todos? Não. Será que ele ataca pelo meio tentando abater alguém que está em maioria? Também, não. O predador ataca o animal mais fraco. O predador ataca aquele que está por último. Não é assim?
Nós acabamos de passar por uma crise no Brasil. Nós estamos no momento da retomada. Algumas empresários, com anos de experiência, estão pensando em enxugar custos, diminuir o tamanho da loja, investir menos em propaganda… Ou seja, o mesmo pensamento da presa mais fraca. Quando o predador ou a concorrência resolver atacar, quem será que vai sofrer as consequências? Quem está passado apertado, com baixa lucratividade mas se mantendo forte ou aquele empresário que está claramente encolhendo e aparentemente perdendo forças? O predador sempre vai atacar quem está diminuindo o passo. Lembre-se. Estamos no momento da retomada. Agora é a hora de se manter firme.

Sou Leandro Branquinho do Rádio Vendas.com.br e quem me contou esta história do mundo selvagem foi uma amigo que se chama Arley. É proprietário de uma ótica e sabe que estamos no momento da retomada

6mar

Vendedor que toma iniciativa

Caminhando pela calçada, vi uma loja bonita e olhei para vitrine. Rapidamente, o vendedor veio até a porta e fez uma abordagem bem simpática. Ele me convidou para conhecer a loja de calçados em que ele trabalha.
Dentro da loja, os vendedores estavam todos sorridentes e me falaram que as vendas estavam boas. Eu tinha achado a vitrine bonita, mas não entrei porque queria comprar alguma coisa. Porém, dentro da loja, lembrei que precisava de umas meias novas e o vendedor prontamente me atendeu.
Se ele não tivesse me abordado na porta, não teria vendido as meias.
Se ele não tivesse me abordado na porta, eu teria ficado com as meias velhas por mais tempo.
O nome deste vendedor é Hezaquiel. A loja em que ele trabalha fica na cidade de São Luís de Montes Belos no estado de Goiás. Gente que tem iniciativa é o que o faz a diferença nas vendas. Se as vendas na sua empresa estão baixas, elas não vão aumentar sozinhas. Se você quer vender mais do que está vendendo, alguma coisa precisa ser feita. Que tal se inspirar no Hezaquiel. Tome mais iniciativa.

23fev

Super experiência de compra

Olá, como vai tudo joia?
Sou Leandro Branquinho do radiovendas.com.br.
Perto do Mercado Municipal de Montevideo, conheci uma loja de chocolates. A loja foi indicação do meu amigo Caio Camargo do blog Falando de Varejo. Se chama Volverás a mi. O ponto de venda se destaca em meio a algumas lojas populares e lojas para atender turistas.
Existe uma aura de glamour nesta loja.
Ao entrar, já dá pra perceber que não é uma loja qualquer. Existe todo um cuidado para proporcionar uma incrível experiência de compra. Alguns chocolates são apresentados em bonitas latinhas, outros são apresentados em embalagens elegantes, tem até chocolate sendo apresentado em caixinha de joia. Sim, os proprietários da loja, acreditam que os produtos que entregam são como se fossem joias comestíveis.
É claro que os chocolates são incríveis. Não são feitos com ingredientes baratos. Mas o que mais me chamou atenção foi o fato de valorizarem ainda mais os produtos que vendem com uma super experiência de compra. Quer ver o vídeo com alguns dos chocolates da loja? Clique no player abaixo:

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

22fev

Fui conhecer um sanduíche uruguaio e conheci um grande vendedor

 

Na cidade de Montevideo, no Uruguai, fui conhecer o Chivito. Um sanduíche, que se parece com um X-tudo do Brasil. Só que ao invés de hambúrguer, vem com pedaços de carne, azeitona e acompanha batata frita.
No bar que eu fui, Agustin foi o garçom que me serviu.
Foi bastante atencioso, fez perguntas sobre o Brasil, pedia licença ao retirar os pratos da mesa…
Eu percebi que ele conversa com todos os outros clientes e que estes clientes gostavam de conversar com ele.
Antes de ir embora, perguntei pra ele qual dica poderia dar para um garçom iniciante.
Ele disse que tem que ser ágil, ter simpatia, mas o mais importante é estar atento. Assim que o cliente pensar e pedir alguma coisa, é seu dever estar de prontidão para atendê-lo.

Olha, esta dica do Agustin, não me parece ser uma dica só para iniciantes. Praticamente em todas as áreas, encontramos profissionais que não tem prontidão, que não são simpáticos e que muito menos estão atentos ao que o cliente quer.
Fui conhecer um sanduiche uruguaio e conheci um excelente garçom, ou melhor, um excelente vendedor.

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

© Leandro Branquinho 2017, All Rights Reserved