26jun

O Whatsapp dos vendedores

Um grupo de Whatsapp para falar sobre vendas.
Por que ninguém fez isto antes?

Eu imagino que o Whatsapp é mais popular por causa das piadinhas, fotos engraçadas e bate-papo com pessoas próximas. Mas será que não dá pra fazer com que esta ferramenta tão bacana também seja utilizada para os negócios?

Eu acredito que sim. Por isso, criei este grupo para falar sobre ideias criativas de vendas. Se você quiser participar, mande uma mensagem para (35)8838-1988

Sobre o que vamos falar?
Ideias poderosas de vendas.

É um espaço para ficar fazendo propaganda?
Não.

É um espaço para que as pessoas possam se promover?
Não.

O que é então?
Um espaço para falarmos de ideias bacanas de vendas. Um espaço para postarmos uma foto de um vitrine bacana. Um espaço para falarmos de ideias criativas que estão sendo implementadas.

Gostou?
Então envie uma mensagem para (35)8838-1988  e vamos botar pra quebrar.

whatsapp ideias poderosas

27maio

Portfólio – Revista VendaMais 2013

O ano de 2013 foi um ano realmente especial para mim.
No mês de abril, comecei minha coluna mensal na melhor revista de negócios do mundo (Sim, eu acho que a VendaMais é a melhor revista de negócios do mundo).

Eu já assinava a revista há muitos anos, já participei de diversos eventos com o selo VendaMais, comprei muita coisa na loja e me tornei amigo de diversos colunistas e profissionais da equipe. O convite para integrar o time de colunistas veio quando o Raul Candeloro (diretor da revista) viu uma postagem que eu fiz no Facebook (esta aqui). Na sequência, a Karina Magolbo (editora) me ligou para que eu iniciasse minha colaboração mensal com ideias criativas.

Hoje me sinto honrado em fazer parte deste empreendimento que tanto me ensinou e que agora me coloca em um patamar de poder dividir o que tenho aprendido.

– – – –

Todas as imagens abaixo estão em baixa resolução. Para vê-las com mais qualidade, você pode comprar a edição da revista no tablet ou celular e todos os meses nas bancas de todo o Brasil.

 

Dezembro foi o mês que decidi brincar com um assunto que muita gente leva a sério demais. O preço. Por que não deixá-lo mais divertido?

Leandro Branquinho na revista VendaMais dezembro de 2013

Quando o preço conversa com o cliente.

 

Novembro – já está em cima da hora para definir o que será feito no período mais empolgante de varejo. Por isso, preparei um check-list. Depois deste check-list, a redação da VendaMais desenvolveu outros check-lists para os mais diversos tipos de setores comerciais.

Leandro Branquinho na revista VendaMais novembro de 2013

Para se preparar.

 

Com a proximidade do fim de ano, preparei para outubro uma dinâmica de treinamento para equipes evitarem dar descontos.

Com esta roda fica bem fácil conduzir treinamentos para vendedores darem menos desconto.

Com esta roda fica bem fácil conduzir treinamentos para vendedores darem menos desconto.

 

Em setembro, o assunto não é o preferido por boa parte dos vendedores. Relatórios. Mas relatórios podem ser amigáveis e se bem feitos são uma baita ferramenta para fazer follow-up.

Preencher relatórios raramente é a rotina preferida de um vendedor, mas quando ele é simples e focado, tem boas chances de realmente gerar novos negócios.

Preencher relatórios raramente é a rotina preferida de um vendedor, mas quando eles são simples e focados, tem boas chances de realmente gerar novos negócios.

 

Em agosto, falei sobre uma ferramenta muito fácil de ser utilizada para prospectar novos clientes.

Aqui a ideia é utilizar na pasta, na carteira, no computador ou no celular algumas informações básicas para fazer uma boa prospecção.

Aqui a ideia é utilizar na pasta, na carteira, no computador ou no celular algumas informações básicas para fazer uma boa prospecção.

 

Julho foi o mês que eu escolhi para dividir uma dinâmica de treinamento que eu gosto muito de utilizar. Com um dado de 8 lados personalizados, é possível treinar toda a equipe de vendas. Junto com o dado, o leitor pode imprimir uma lista com diversas perguntas de treinamento para cada um dos passos da venda.

Este é um dado com 8 lados. Junto com o dado, foi disponibilizado um pdf com diversas perguntas para ser utilizada em treinamentos de vendas.

Este é um dado com 8 lados. Junto com o dado, foi disponibilizado um pdf com diversas perguntas para ser utilizada em treinamentos de vendas.

 

Em junho de 2013, seguindo a linha editorial da revista, criei um cartaz com um podcast explicativo para que vendedores deixassem claro para a sua equipe (e clientes) o porquê amam a profissão.

Além de ter a tatuagem "Eu Amo Vender", levo este conceito por onde passo.

Além de ter a tatuagem “Eu Amo Vender”, levo este conceito por onde passo.

 

No mês de maio de 2013, gravei um podcast falando sobre como o elogio pode ser uma poderosa ferramenta para gestores de vendas.

Um podcast com dicas de como um líder pode utilizar o elogio para estimular a equipe fez que a matéria fosse a mais acessada pelo site da revista.

Um podcast com dicas de como um líder pode utilizar o elogio para estimular a equipe fez que a matéria fosse a mais acessada pelo site da revista.

 

No mês de abril de 2013, comecei falando das desculpais mais esfarrapadas que existem em vendas. A ideia era que quem comprasse a revista imprimisse o cartaz e ouvisse o podcast com algumas orientações.

A ideia deste mês é um cartaz em que os gerentes de vendas podem imprimir e colocar no mural da empresa. Um forma bem humorada de acabar com as desculpas esfarrapadas.

A ideia deste mês é um cartaz em que os gerentes de vendas podem imprimir e colocar no mural da empresa. Um forma bem humorada de acabar com as desculpas esfarrapadas.

25mar

A fábula da carpintaria

Dizem que na carpintaria aconteceu uma reunião esquisita.
As ferramentas se encontraram para tirar as suas diferenças:

Martelo: Disseram que ele teria que renunciar. Sabe por quê? Ele fazia muito barulho. E a maior parte do tempo, golpeava com agressividade.

Parafuso: Também deveria ser expulso. Disseram que ele sempre dava muitas voltas para chegar ao ponto.

Lixa: Exigiram que também saísse. Afinal de contas era muito áspera em seu tratamento e todas as vezes que alguém chegava perto era atrito na certa.

Metro: Concordaram que também não poderia ficar. O metro ficava medindo os demais segundo sua medida, como se fosse o único perfeito.

Enfim, cada um até concordava que tinha defeito, mas também exigia que o outro saísse.

Pois é. A reunião não ia bem, quando de repente, surge o Marceneiro.
Ele colocou o avental e iniciou o trabalho.
Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, a grossa madeira inicial se transformou em um lindo móvel.

Quando o Marceneiro deixou a carpintaria, a reunião recomeçou. Disse o serrote que era o mais sábio:
“Senhores, todos nós temos defeitos. Porém, o carpinteiro trabalha com nossas qualidades. Isto é o que nos faz valiosos. Assim, vamos superar nossos pontos negativos e nos concentrarmos na utilidade de nossos pontos positivos.

Todos concluíram então que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para afinar e limar a aspereza, e observavam que o metro era preciso e exato.

Sentiram-se então uma equipe especial.

Porque sabiam como ninguém produzir móveis de qualidade.

Leandro Branquinho

Compartilhe no Facebook

© Leandro Branquinho 2017, All Rights Reserved