20jun

Meu chefe é um chato!

Faça o download do áudio em:
O que fazer quando o chefe é um chato

Transcrição do áudio:
Pergunta de um ouvinte que preferiu não se identificar

Meu chefe é um chato, não reconhece meu esforço.
Não tenho mais prazer em trabalhar nesta empresa.
Tô pensando em desistir, você tem uma dica?

Sim, tenho 4 dicas, mas antes de dar as dicas escuta só o que eu acredito:
Quando alguém diz “tô pensando em desistir”, pode significar duas coisas
A primeira: Ela não desistiu, mas precisa de um ombro amigo para desabafar.
A segunda: Ela já desistiu e precisa só de uma confirmação de alguém.

As duas primeiras dicas são para o caso de você precisar de um ombro amigo.
E a terceira e a quarta é para o caso de você precisar só ouvir uma confirmação.

1- Converse com seu chefe, mostre que está insatisfeito,
peça que ele dê mais feedbacks – Não é só o chefe que deve cobrar de seu liderados.
Os funcionários tem que cobrar mais de seus chefes.

2- Peça férias, diga que está cansado e precisa de um tempo
porque no momento não está tendo prazer. Diga que voltará renovado.
E nas férias, procure se aproximar de pessoas que te façam bem.

3- Dica, sai fora desta empresa, mude de área, vai trabalhar em uma
lugar em que o serviço será completamente diferente do que você já está
fazendo.

E 4 e última dica é : Empreenda
Abra seu próprio negócio e seja um chefe melhor que o seu chefe está sendo hoje em dia

Leandro Branquinho para o Radiovendas.com

Áudio originalmente veiculado no dia 14-06-12 nas seguintes emissoras:
Rádio Educativa – 105,9 FM – Três Corações – MG
Rádio Cidade – 87,9 FM – Campos Gerais – MG
Rádio Unifei – 1570 AM – Itajubá – MG

Share this Story

About Leandro Branquinho

Top Palestrante de Vendas Autor do Rádio Vendas Colunista da Revista VendaMais Colaborador de Grandes Portais como Falando de Varejo e A Magia do Mundo dos Negócios Em 2016, viajou o país do Oiapoque ao Chuí em busca do Melhor Vendedor do Brasil

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

© Leandro Branquinho 2017, All Rights Reserved