Author: Leandro Branquinho

Top Palestrante de Vendas Autor do Rádio Vendas Colunista da Revista VendaMais Colaborador de Grandes Portais como Falando de Varejo e A Magia do Mundo dos Negócios Em 2016, viajou o país do Oiapoque ao Chuí em busca do Melhor Vendedor do Brasil
12jun

Otimismo vs Pessimismo em Vendas


Para ouvir, clique acima.

Não espere positividade em sua vida se você só anda om gente negativa.
Otimismo em excesso pode te levar a frustração.
Já o pessimismo pode levar a não tomar nenhuma atitude.
Se você é otimista demais, corre o risco de se decepcionar
Se você é pessimista demais, corre o risco de não buscar por por novos negócios , por novas vendas e por novos clientes.
O humor é algo contagiante
Se você só anda com gente que reclama da vida, que reclama das baixas vendas, que reclama do trabalho… Em pouco tempo você começará a reclamar
Se você só anda com gente que acredita no trabalho, que tem fé que as coisas vão melhorar e que sabe enxergar o lado positivo das coisas, você aos poucos começa a ter mais esperança também.
Mas não confunda esperança com uma fé cega.
Não confunda positivismo com enxergar arco-íris em todas as situações.
Em vendas é preciso ter alegria.
Mau-humor e negativismo não combinam com a área comercial
Ter bom humor e ser positivo é muito diferente de fazer palhaçadas, contar piadas e se torar um bobo da corte.
Mas um sorriso abre muito mais portas do que cara feia.

positividade vs negativismo

Voltar ao início

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

23maio

Sem oportunidades? Crie

Clique no botão de play localizado logo acima para ouvir o episódio de hoje,

Quando a oportunidade bate a sua porta, o que você faz?
Algumas pessoas deixam as portas com tantas trancas e cadeados que fica difícil abrir para as oportunidades.
É preciso estar preparado para as oportunidades, mas não adianta estar preparado se não houver coragem de abrir a porta.
Eu estava na cidade de Presidente Prudente quando vi uma loja que vende comida para Bebês.  Fui conversar com a vendedora para entender melhor que a loja fazia. Ela me contou que preparava papinhas e refeições para seus filhos. Um dia, uma amiga que não tinha tempo de preparar as refeições de seu filho pediu para que ela preparasse. Ela pediu ajuda de uma nutricionista e assim, começou uma produção de alimentos balanceados, papinhas e refeições prontas congeladas. Tudo para atender mamães que querem alimentar bem seus filhos mas não têm tempo para cozinha.
A oportunidade apareceu para esta vendedora.
Ela estava preparada, pois sabia o que era necessário ser feito.
Mas o mais importante, não esperou muito tempo para tirar a ideia da cabeça e executar.
A verdade é que as oportunidades não estão mais batendo na porta das pessoas.
As oportunidades gostam de quem já está com as portas abertas

Apresentação do programete: Leandro Branquinho Palestrante de Vendas
Dia em que foi ao ar 25-04-17
Veiculado em:
-Rádio Educativa 105,9FM – Três Corações – MG
-ACETC – Portal da Associação Comercial e Empresarial Três Corações – MG
-ACAITP – Portal da Associação Comercial de Três Pontas – MG
-ACELEM – Portal da Associação Comercial de Luis Eduardo Magalhães – BA
-Rádio Cidade – Campos Gerais – MG
-Rádio 98 FM – Ribas do Rio Pardo – MS
-Rádio 95 FM – Currais Novos – RN
-Rádio 730 – Momento Sindilojas – Goiás – GO
-Falando de Varejo

Voltar ao início

3maio

Perseverança e garra – saiba como desenvolver


Clique no player acima para ouvir o podcast de hoje

Angela Duckworth é autora do livro Garra – Ela ouvia seu pai dizer que ela era uma pessoa normal, nada demais… Isso a fez trabalhar cada vez mais para ter o reconhecimento dele.
Com esta história pessoal, ela começa um livro que é fruto de diversas pesquisas. Atuando como psicóloga na Universidade da Pensilvânia, desenvolveu e aplicou diversas pesquisas para identificar padrões de sucesso. Começou a procurar o que fazia as pessoas se destacarem da normalidade.
Através de pesquisas com alunos da sétima série, com estudantes de uma exigente escola militar e com executivos de vendas… ela identificou um padrão nas pessoas que chegam mais longe na escola e no trabalho. Este padrão é a garra (ou perseverança)
Ao ler o livro, é fácil chegar a conclusão que amor, afeto e estímulos não são suficientes para desenvolver a perseverança em uma criança. Assim como elogios do chefe não são suficientes para conseguir mais vendas. É preciso investir na formação, na educação e em treinamento intenso.
E você que está me ouvindo agora, quer desenvolver a sua garra? Quer desenvolver a sua perseverança? Comece investindo na sua formação, no seu treinamento e no conhecimento sobre a sua profissão.

Angela Duckworth – Universidade da Pensilvânia

Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

Voltar a página inicial

25abr

Pare de reclamar e comece a prospectar


(Aperte o botão de play para ouvir o episódio)

Ao invés de reclamar, tente achar uma solução.
Ao invés de lamentar as vendas que não acontecem, tente buscar novos clientes
Ao invés de xingar o cliente que não retorna suas ligações, tente entrar em contato com clientes inativos.
Ao invés de se lamentar porque o dinheiro não está aparecendo, encontre novas maneiras de chegar até o seu cliente.
Reclamar não te traz novas vendas
Se lamentar… não aumenta o seu faturamento.
Xingar não faz com que o cliente compre mais.
E se chiar resolvesse alguma coisa, sal de fruta não morria afogado.
Eu sei… só ter pensamento positivo também não aumenta as vendas.
Mas ter pensamentos negativos jamais vão te aproximar da glória.
Pessoas que vivem reclamando, espantam os amigos.
Ninguém gosta de ficar perto de um reclamão.
E como para vender, você precisa fazer mais amigos, pare de reclamar e comece a botar pra quebrar!
Com atitudes, com garra e com consistência… Dia após dia.

Meu nome é Leandro Branquinho e atuo como Palestrante de Vendas

Você também pode ouvir o Rádio Vendas no Youtube:

Curta meu Instagram:

Ao invés de reclamar, tente achar uma solução. Ao invés de lamentar as vendas que não acontecem, tente buscar novos clientes. Ao invés de xingar o cliente que não retorna suas ligações, tente entrar em contato com clientes inativos. Ao invés de se lamentar porque o dinheiro não está aparecendo, encontre novas maneiras de chegar até o seu cliente. Reclamar não te traz novas vendas. Se lamentar não aumenta o seu faturamento. Xingar não faz com que o cliente compre mais. E se chiar resolvesse alguma coisa, sal de fruta não morria afogado. Eu sei… só ter pensamento positivo também não aumenta as vendas. Mas ter pensamentos negativos jamais vai te aproximar da glória. Pessoas que vivem reclamando, espanta os amigos. Ninguém gosta de ficar perto de um reclamão. E como para vender, você precisa fazer mais amigos, pare de reclamar e comece a botar pra quebrar! Com atitudes, com garra e com consistência… Dia após dia. Leandro Branquinho Palestrante de Vendas (Ouça o áudio com este texto em radiovendas.com.br ) #euamovender #botapraquebrar #boravender #palestrantedevendas http://palestrantedevendas.com.br #vendas #empreendedorismo #empreender #garra #motivação #determinação #empreendedor

Uma publicação compartilhada por Leandro Branquinho (@radiovendas) em


voltar ao início

24abr

Mentalidade de vendedor


Clique no player acima para ouvir

Não se sinta humilhado porque você perdeu uma venda.
Não se sinta derrotado porque o cliente não retorna suas ligações
Não se sinta mal porque você não está vendendo mais como vendia antigamente.
A cada dia temos a chance de aprender e corrigir o que estamos fazendo de errado.
Antes de desistir, descubra o que você fez errado na venda anterior.
Tenha a humildade de perguntar ao seu cliente o porquê ele preferiu comprar com outra pessoa.
Tenha resiliência para mudar sua abordagem. Tenha disposição de aprender novas técnicas e tenha a consciência de que a venda só existe por causa do cliente.
Isto significa que o seu foco não deve ser a venda. O seu foco não deve ser o lucro. O seu foco deve ser o foco do seu cliente. Descubra como é que o seu produto ou o seu serviço pode ajudar o seu cliente. Descubra o que exatamente tira o sono do seu cliente. Você pode ser a solução. Sua empresa pode ajudar seu cliente. Desenvolva este tipo de mentalidade e bota pra quebrar!

Mentalidade

Meu nome é Leandro Branquinho e sou Palestrante de Vendas

e Por falar em mentalidade, você já viu a série que tenho feito na Magia do Mundo dos Negócios sobre Gatilhos Mentais e como convencer os seus clientes?
Toda terça-feira, às 19:00, uma nova transmissão (com exceção da semana passada que foi na segunda. hehe)
Acompanhe a transmissão anterior

Voltar a página inicial

11abr

Treinamentos de “reciclagem” é coisa do passado

Clique no player acima para ouvir o Rádio Vendas de hoje

Como trabalho com palestras e treinamentos, já ouvi tudo quanto é tipo de desculpa para não contratar um palestrante ou instrutor de vendas. Mas certamente, uma das piores desculpas que ouvi é: “Ainda não está na hora de fazer um treinamento de reciclagem” O empresário que me disse isso, argumentou que a equipe estava vendendo bem. Por isto, não iria contratar o treinamento.
Pense comigo. Quando é que você leva um produto para reciclagem?
Quando está na hora de jogar no lixo, certo?
Portanto, fazer treinamentos de reciclagem é a mesma coisa que esperar a equipe ficar ruim para, só então, fazer um treinamento.
Treinamento tem que ser constante. E agora vou dar uma dica prática para você implementar em sua empresa.
Reúna toda equipe. Peça para que todos escrevam em um papel, as desculpas e argumentos que os clientes usam para não comprar. Depois que todos escreverem as objeções, peça para que cada um leia o que o cliente diz e todos no grupo vão ajudar aquele vendedor a responder aquela objeção quando acontecer de novo. Este é uma ideia fácil, eficaz e gratuita de treinar sua equipe. Equipe treinada aproveita melhor as oportunidades.

Palestrante em ação

Outro dia, dei uma palestra em Aracaju e fiquei muito feliz com os Feedbacks que recebi após o evento.
Veja abaixo alguns dos depoimentos que recebi pelo whatsapp

Voltar a página inicial

29mar

Empreender não é pra qualquer um

clique no player acima para ouvir o episódio de hoje.

Pergunta de uma ouvinte:

Branquinho estou pensando em fechar minha empresa. Qual dica você pode dar que não seja fazer propaganda? Estou tendo muito trabalho e estou perdida.

Se realmente estiver disposta a fechar, não perca seu tempo. Feche logo. Se está disposta a fazer alguma coisa… Saiba que não tem caminho fácil.
Não existe bala de prata que resolva tudo automaticamente Se os clientes estão vindo ou se os vendedores estão chegando até o cliente, precisa melhorar a conversão
Se os clientes não estão vindo, melhorar o produto e o serviço que você entrega e precisa melhorar a maneira de anunciar.
Se menos pessoas ficam sabendo de sua empresa, menos vendas você tem
Tem que fazer propaganda, sim.
Qual a lógica de não investir em publicidade se as vendas estão baixas?
Talvez você tenha testado propaganda por um período muito curto ou fez de maneira que não tenha atingido os resultados
Tem que anunciar, tem que colocar vendedor bom pra trabalhar, Pagar uma boa comissão, Treinar constantemente…
Não tem uma fórmula milagrosa. Para que você não feche a empresa é necessário por a inteligência pra funcionar e trabalhar muito. Sim, dá trabalho Se não desse, não se chamaria trabalho, se chamaria hobby.

Leandro Branquinho Palestrante

24mar

Elogios de clientes são melhores que elogios do chefe


Clique no botão acima para escutar o Rádio Vendas de hoje

Sempre recebo em meu Facebook, mensagens de vendedores.
Ultimamente, tenho recebido algumas reclamações de vendedores insatisfeitos com seus chefes.
Escuta só alguns exemplos:
1- “Branquinho, meu chefe não me dá reconhecimento”
2- “Qual a melhor maneira de mostrar para meu chefe que estou fazendo um bom trabalho?
3- “Não aguento mais meu chefe. Ele nunca me elogia”
Olha, como este tipo de lamentação está se tornando comum, resolvi gravar este episódio do Rádio Vendas dizendo a minha opinião.
Em primeiro lugar. Pare de ficar esperando elogios do chefe.
Ok, bons chefes dão reconhecimento. Bons líderes estão sempre presente, lado a lado com a equipe.
Porém, ficar esperando elogio é pedir para ficar deprimido e frustrado.
É ótimo receber elogios do chefe. Mas receber elogios de um cliente satisfeito é muito melhor. Cuide de seus clientes, cuide de seus resultados, e os elogios virão. E se os elogios não vierem, mostre os resultados positivos. Boa parte dos funcionários não recebem elogios simplesmente porque ficam esperando que alguém veja seus resultados. Ao invés de esperar tome iniciativa e mostre seus bons resultado. Mesmo que você não receba elogios do chefe. Se está tendo bons resultados, é sinal de que os clientes estão gostando

A propósito, se você tem um cargo de liderança, assista abaixo o episódio de Especialista em Vendas Responde.
Transmitido todas as terças-feiras às 19:00 na Magia do Mundo dos Negócios

Grande abraço e Grandes Vendas – Leandro Branquinho Palestrante de Vendas

20mar

Vendedores que brigam pelo cliente


Clique no play acima para ouvir o podcast

Outro dia, fui em uma grande loja e uma vendedora começou a me atender. Quando ela se afastou para verificar uma informação no computador, um outro vendedor se aproximou, disse baixinho pra mim. Não compre com ela. Compre comigo que eu faço mais barato. No final das contas, eu saí e não comprei com nenhum dos dois. Afinal de contas, é horrível fazer parte de disputas e confusões.
Quando você entra em uma loja como cliente, você percebe se o clima é bom. É fácil reconhecer empresas que valorizam seus funcionários e é mais fácil ainda reconhecer uma equipe que trabalha unida e em harmonia. As pessoas sorriem, os colegas tomam iniciativa para ajudar aos outros e sempre atendem com prontidão os pedidos de favores dos seus companheiros de trabalho.
Quando o clima na empresa é tóxico, quando a concorrência entre os próprios colegas é desleal, alguma coisa precisa ser feita urgentemente. Afinal de contas, o cliente faz um compra para resolver um problema e não arrumar confusão.

Palestrante Leandro Branquinho com Rádio Vendas agora no Youtube

Os episódios do Rádio Vendas agora também podem ser ouvidos no Youtube

Voltar a página inicial

16mar

“Caixinha” para os funcinários

Clique no player acima.

Pergunta de uma ouvinte:
“Branquinho, faça campanha de incentivos, pago um bom salário, mas mesmo assim minhas funcionárias estão pedindo para eu colocar uma caixinha para gorjetas. O que você acha da ideia?”

-Eu gosto da ideia da caixinha. Mas tenho a impressão que metade dos brasileiros não gosta de dar gorjeta, 10% pro garçom ou uma gratificação. (claro que esta estatística é apenas um chute meu)
A caixinha, sim, pode passar uma ideia de deselegância para a turma que não gosta de dar gorjeta.
Em outros países, é algo muito comum.
Aqui no Brasil se você fizer a caixinha bonitinha e com uma mensagem criativa, não acredito que as pessoas vão se incomodar. Ouça só alguns exemplos
-Se você gostou do nosso atendimento, nos avalie no Facebook. Mas se quiser dar uma “caixinha” para a nossa equipe, a gente também aceita 😉
-Esta caixinha tem um motivo muito nobre. Trazer motivação para nossa equipe. Mentira. Todo mundo aqui já é motivado. Mas se quiser deixar umas moedinhas, vamos ficar ainda mais agradecidos
-Caixinha do sugestões $ Aceitamos elogios e críticas, mas sinta-se à vontade para depositar também algumas moedinhas

Vida de Palestrante

Nesta semana fiz uma transmissão ao vivo pelo Facebook da Magia do Mundo dos Negócios
Dê uma olhada.
Falei sobre os melhores livros de vendas que já li

9mar

O momento da retomada

Clique acima para escutar este episódio.

Você já assistiu aqueles documentários sobre a vida selvagem? Quando um predador está em busca de comida, ele fica escondido por um tempo. Quando passa uma manada, como é que o predador ataca? Será que ele ataca o anima que está na frente de todos? Não. Será que ele ataca pelo meio tentando abater alguém que está em maioria? Também, não. O predador ataca o animal mais fraco. O predador ataca aquele que está por último. Não é assim?
Nós acabamos de passar por uma crise no Brasil. Nós estamos no momento da retomada. Algumas empresários, com anos de experiência, estão pensando em enxugar custos, diminuir o tamanho da loja, investir menos em propaganda… Ou seja, o mesmo pensamento da presa mais fraca. Quando o predador ou a concorrência resolver atacar, quem será que vai sofrer as consequências? Quem está passado apertado, com baixa lucratividade mas se mantendo forte ou aquele empresário que está claramente encolhendo e aparentemente perdendo forças? O predador sempre vai atacar quem está diminuindo o passo. Lembre-se. Estamos no momento da retomada. Agora é a hora de se manter firme.

Sou Leandro Branquinho do Rádio Vendas.com.br e quem me contou esta história do mundo selvagem foi uma amigo que se chama Arley. É proprietário de uma ótica e sabe que estamos no momento da retomada

7mar

Festival em moteis

Na cidade de Aparecida de Goiânia fiquei sabendo de um Festival Gastronômico de Moteis.

É claro que fui conhecer a história.
Clique no player acima para ouvir.

Alguns dos Agentes Locais de Inovação – A.L.I. que me levaram pra conhecer a história.

Cardápio tentador

Veja como foi minha visita a cidade de Aparecida de Goiânia
http://palestrante.blog.br/leandro-branquinho-em-aparecida-de-goiania
Leandro Branquinho – Palestrante de Vendas

© Leandro Branquinho 2017, All Rights Reserved